paola-brescianini-post-rotulos-capa

Rótulos? Jogue eles fora!

Há algum tempo, tenho observado a postura da sociedade em relação a diversas situações. Percebi como as pessoas vivem em função das aparências, e é incrível como somos rotulados o tempo inteiro por coisas tão supérfluas. Além disso, parece que para os outros, infelizmente, nada nunca vai estar bom o suficiente, mesmo você se esforçando ao máximo.

Vale ressaltar que jamais conheceremos alguém o bastante para saber da sua vida real e o que se passa dentro dela. Muita coisa cabe só a si mesmo, não queira justificar certas situações. A vida é sua!

Precisamos parar de nos importar com a opinião do outro. Precisamos olhar mais para nós. Precisamos não julgar o próximo, justamente para não ser julgado. Precisamos jogar no lixo tudo o que for negativo.

Lembre-se: o que temos por fora nunca vai dizer exatamente quem somos. Portanto, o que realmente importa é apenas VOCÊ. Mantenha ao seu lado as pessoas que tem fazem bem e transmitem energia positiva. Se afaste daquelas que fazem comentários desnecessários e abalam o seu dia.

Não tenha medo de ser quem você é. Grite para o mundo o que gosta ou faz. Faça o que ama, não o que os outros acreditam que seja bom para você. Se alguém não gostar? Problema não é seu. É impossível agradar a todos e, claro, a perfeição nunca existiu e nem vai existir. Por isso, digo e repito: seja você.

Já parou pra pensar quantas pessoas já deixaram de ter um emprego pela aparência? Por ser julgado feio, bonito, gordo ou magro? E o famoso esteriótipo de loira burra? Além disso, só pela aparência a sociedade julga também o seu saldo bancário! Portanto, devemos lutar para quebrar essas barreiras e nos esforçar para mostrar quem realmente somos.

Eu sou loira e branca, mas não sou rica, também não sou burra e tenho até bolsa de estudos em uma renomada universidade. E você? O que as pessoas julgam? E quem você realmente é?

Menos aparência, mais essência!

“Vai chegar o momento em que o externo vai desaparecer completamente. Você estará num vazio. Esse vazio é a passagem entre o externo e o interno, a porta. Temos tanto medo do vazio, tanto medo de ficarmos vazios, que nos agarramos às acumulações de fora”, Osho.

Paola Brescianini

Sou formada em Mídias Sociais Digitais e apaixonada por descobrir coisas novas. Há alguns anos, me tornei adepta à vida saudável, e aprendi incríveis informações sobre esse universo. Criei este espaço para compartilhar com você todo o meu conhecimento! ❤

  • Diana

    texto inspirado

  • Ana Carolina

    falou tudo!

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *