paola-brescinini-aprendi-ao-empreender

O que aprendi ao empreender?

Comecei a empreender cerca de 2 anos atrás: primeiro com o blog e depois ao abrir uma agência de mídias sociais digitais (Beyon). Durante essa jornada, evolui muito como ser humano e, consequentemente, na minha vida profissional. Resultado? Me apaixonei por empreendedorismo!

É claro que ter o próprio negócio é uma missão desafiadora e nada fácil. No entanto, é extremamente gratificante e enriquecedor – em diversos sentidos.

Confesso: se eu pudesse, convenceria a todos a empreender. Para isso, antes de mais nada, é preciso estudar e ser curioso! Em um próximo post, darei algumas dicas para quem deseja ser empreendedor.

Agora, quero compartilhar com você tudo o que aprendi ao empreender.  Confira abaixo!

Eu posso e consigo o que quero. Primeiro passo é acreditar.

tenor

Sim, podemos ter o que quiser na vida. N-A-D-A é impossível. Vou dar uma boa explicação pra te convencer disso.

Pensa, qual o seu sonho? Pensou? Agora, alguém já realizou esse seu mesmo sonho? (Posso apostar que sim). Se essa pessoa já tem o que você tanto deseja por que você também não pode ter?

Você precisa acreditar no seu projeto com todas as forças, ok? Eu sempre tive certeza que tudo daria certo e, por isso, cada mais vez tenho alcançado os meus objetivos.

Sucesso não cai do céu. Preciso trabalhar duro para isso.

tenor (1)

Não adianta desejar ter sucesso e esperar que ele venha enquanto você está deitada assistindo a novela, ok? hahaha.

É preciso levantar cedo e colocar a mão na massa ao máximo. Quando você empreende não tem essa de entrar às 9h no trabalho e sair às 18h. Não existe horário estipulado para trabalhar. Aliás, muitas vezes, não existe fim de semana ou feriado.

Como eu disse, não é fácil, mas vale muito a pena! Principalmente se você empreende com algo que ama. É clichê, mas é verdade: faça o que ama e não terá que trabalhar nenhum dia da sua vida.

No matter how you feel, get up, dress up, show up, and never give up. – Regina Brett

Cansei? Aprendi a descansar, não a desistir.

tenor (2)

A jornada é cansativa! Afinal, o empreendedor precisar dar conta de tudo: marketing, finanças, relacionamento ao cliente, gestão, burocracias, colaboradores, etc. Então, muitas vezes, poderá bater a vontade de largar tudo e morar em uma cabana, hahaha. E tudo bem, tá? É normal.

Só que se você tem um propósito e sabe onde quer chegar, não desista! Então, cansou? Tenha um tempo para cuidar de si, dá uma volta, se distraia, foca no seu eu interior, desconecte do mundo e, assim, voltará renovada na sua missão. <3

A rotina começou a ficar confortável e tranquila? Hora de enfrentar novos riscos!

tenor (3)

Eu sei que a zona de conforto parece ser uma delícia. Tudo está tão quentinho e tranquilo por lá, né? Mas, vai por mim: ela não te ajudará a chegar onde deseja!

Então, minha dica é: todos os dias faça algo que tenha medo. Arrisque-se! Dessa maneira, descobrirá coisas inimagináveis que podem te ajudar a alcançar o topo do sucesso.

Todos os dias são diferentes para mim. Enfrento reuniões e situações que parecem impossíveis e que no fim eu tiro de letra. Consequência? Meus resultados só aumentam. Não tenha medo de falhar, tenha medo de estar no mesmo lugar daqui há um tempo. 

Lembre-se: quem vive na mesmice não evolui. 

Não posso esperar pela oportunidade, tenho que criá-la.

tenor (5)

É muito mais fácil e tranquilizador culpar o resto do mundo pelo que acontece na nossa vida, né? Ouço muitas pessoas reclamarem que não têm oportunidade de emprego ou dinheiro e terceirizam a culpa disso.

Será que elas têm batalhado ao máximo por isso?

Temos que aprender a ser auto responsáveis. Acredite: você é o único responsável pela vida que tem levado, ou seja, só você pode mudá-la. 

Basta analisar ao redor, muitas pessoas não tinham nada e se tornaram bem-sucedidas. Por que você não pode ser uma delas? Como disse, nada é impossível.

Não tem oportunidade? Crie!

Of this be sure: you do not find the happy life… you make it. – Thomas S Monson

Relacionamento interpessoal é TUDO!

tenor (6)

Não tem jeito, empreender é puro relacionamento e networking. Se não deseja interagir com os outros e quer distância de pessoas, então eu nem te aconselho a abrir seu próprio negócio.

Afinal, você terá que estar sempre em contato com os seus clientes – são eles que movem a sua empresa e fazem ela crescer.

Então, precisa saber lidar com os outros, ouvi-los, entender os seus desejos e dar o seu melhor para atendê-los: tudo isso será um grande diferencial para conquistar cada vez mais novos clientes.

E entenda: por trás de marcas existem pessoas com sentimentos. No fim das contas, tudo se trata de pessoas. Por isso, é essencial aprender a se relacionar. Para isso, indico leituras sobre desenvolvimento pessoal.

E é isso… Espero que tenha gostado! Se tiver alguma dúvida ou curiosidade sobre esse tema, comenta abaixo! Terei prazer em te ajudar. <3

 

 

Paola Brescianini

Sou formada em Mídias Sociais Digitais e apaixonada por descobrir coisas novas. Há alguns anos, me tornei adepta à vida saudável, e aprendi incríveis informações sobre esse universo. Criei este espaço para compartilhar com você todo o meu conhecimento! ❤

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *